Homepage
     História de Francisco
     Factos Históricos
     Documentação:
     Principado da Fuzeta
     Programa do Governo
     Notas de Imprensa
     Livro de Visitas
     Contactos
 |«   «  1 2 3 4 5  »   »| 

in "Algarve Mais" - Jan.2003 (capa)

in "Algarve Mais" - Jan.2003

in "Algarve Mais" - Jan.2003

in "Algarve Mais" - Jan.2003

in "Algarve Mais" - Jan.2003

Transcrição
 

ALGARVE A RESERVA FEDERAL DE PORTUGAL CONTINENTAL

(O Marquês de Pombal, na qualidade de Rei, ao restaurar a Companhia Geral das Pescarias Reais do Reino do Algarve, fez do Algarve a reserva económica federal para Portugal continental: foi para esse fim, que o fez, justificaram-se os meios; para salvar o Algarve, da cobiça alheia, como está á vista geral.

Tudo fez para que fosse impedida: a exurpação, e destruição, que tem sido praticado, sobre a suas riquezas naturais etc: por parte, em especial, dos senhores do lucre fácil, está bem patente á vista geral o descalabro que tem chegado)

= a impressa internacional também menciona tal abuse =

( A transcrição do Alvará Régio, de 15 de Janeiro de 1773, em causa do Reino do Algarve) ------- acima mencionado QUE ESTÀ EM VIGOR POR DECISÃO JUDICIAL: VER DOCUMENTOS --------------

( ESTATUTOS )

( Da Companhia Geral das Pescarias Reais do Reino do Algarve.)

SENHOR== OS Homens de Negocio da Praça de Lisboa abaixo assinados, e outras mais pessoas do Reino do Algarve, animados pela influencia da Paternal Protecção, com que Vossa Majestade no seu Felicíssimo Reinado tem protegido o Comercio nos seus definidos Ramos: Conhecendo poridicamente do deplorável, estado, que as vicifsitudes dos tempos tem reduzido as Pescarias Reais do Atum; e Corvina, em toda a Costa do Algarve, desde a infeliz Época da morte do Senhor Rei Dom Sebastião até o presente em que apenas se conhece pelo nome de Almadravas huma bem triste sombra da sua antiga grandeza: E reflectindo em que os Mares, as Costas, e as Armações são as mesmas que então existiam; o que este destroçado Ramo de Comercio poderá renascer das suas mesmas ruínas, unido-se, e ajuntando-se todas as Armações Reais a hum só Corpo: Tem concordado entre si formarem huma Companhia Geral, que tenha por objectivo as referidas Pescarias, e suas Armações; sendo Vossa Majestade servido tomalla debaixo da sua inmediata, e Real Protecção; e havendo por bem de a confirmar com a Concefção das Condições, Estatutos, e Privilégios seguintes.

NETEURO © 2008